• Agência ZeroUm

A crise na CBF

Afastamento do Presidente, Clubes em rota de colisão. A crise na CBF.

Imagem: Divulgação CBF.
Imagem: Divulgação CBF.

Alvo de críticas de muitos por não fornecer um auxílio maior e suporte aos clubes em meio a pandemia, a CBF conseguiu driblar o assunto com a habilidade de sempre. E com isso, manteve a sensação de unidade. Contudo, áudios vazados há pouco tempo denotaram que o tom de cobranças mútuas estava em um patamar elevado. E assim, os campeonatos seguiram mesmo sob forte contestação pública e, sendo inclusive, palco para embate político.


Entretanto, todo e qualquer tema parecia estar pacificado até que denúncias contra o então presidente ganharam o noticiário. A repercussão do que fora noticiado e divulgado em novos áudios fez com que o conselho de ética da entidade afastasse o presidente do mandato em exercício. O tema segue em investigação interna, a qual todos aguardam o desdobramento e a transparência com relação ao trato aos fatos. E, justamente, neste momento Clubes das Séries A e B formam consenso e notificam a CBF informando o desejo de criar e organizar uma liga independente – aqui vale ressaltar que a Primeira Liga fracassou no Brasil – já a partir de 2022.


A entidade emitiu nota sinalizando as premissas internas e jurídicas para que possa ocorrer a provação da mesma. Em um momento fragilizado, clubes endividados confrontam a entidade máxima do futebol nacional questionando sobretudo o modelo de organização, quantidade e proporcionalidade dos votos. O Brasil que não para de nos surpreender segue colocando as cartas à mesa. Aguardemos os próximos movimentos.



Bruno Velasco

Agência ZeroUm