• fabiobiao21

Surge uma boa ideia

Se não houver tentativa, não há mudança. Repito a toda hora que o fut7 está num bom momento para o crescimento. Só precisamos analisar se esse crescimento também será estrutural. Um dos grandes projetos atuais, na cidade do Rio de Janeiro, é o do Coríntios. O time sempre chega em finais. Segundo seu gestor-treinador, Valmir Bezerra, se não estou enganado, são 18 conquistas em 19 competições.

Neste ano de 2021, o Coríntios estará em campo como Botafogo/Coríntios e terá um calendário estadual e nacional já alinhados (não sabemos, ainda, como a pandemia vai interferir nisso). Mesmo assim, existe um norte, o que possibilita um planejamento, principalmente, financeiro, de investimento.


Mas, voltando a falar de tentativas, foi anunciada no começo da noite desta segunda-feira, uma parceria entre o Coríntios e a Premier Liga, que manda seus jogos na Arena Gol de Placa. Nesta parceria, a Liga indicará jogadores de sua seleção para fazerem teste no elenco do Coríntios. De repente, algum novo e talentoso nome da modalidade pode surgir.


Este processo já foi defendido por amigos. As ligas serviriam de fornecedoras de atletas para os “times de camisa” disputarem competições de maior nível técnico e de disputa. E, até onde sei, esta é a primeira iniciativa nesse sentido. Se vai dar certo, só o tempo poderá dizer. Haverá erros, tentativas, mudanças de procedimentos, críticas, alinhamentos. Mas, é uma novidade, é algo que vem para tentar crescer. Aí, sim, cria-se um caminho a ser trilhado pelos atletas.


Dentro deste processo, só podemos lamentar que isso não tenha acontecido há mais tempo. Ainda que saibamos ser impossível aproveitar todos os bons talentos de qualquer modalidade, muitos deixaram de ser aproveitados, justamente, por essa falta de escalonamento. Mas, nunca é tarde para se começar. Que dê certo e ainda sirva de espelho para outras nos mesmos moldes. Daqui, de longe, desejo sucesso ao Coríntios e à Liga Premier. E fico na torcida! O fut7 agradece e precisa de novas ideias.


Fábio Bião