• Agência ZeroUm

Engajamento jovem: título de eleitor

Cerca de 100 mil jovens fizeram o título de eleitor em uma semana. Voto não é obrigatório dos 16 aos 18 anos, mas TSE faz apelo.

Foto: Marcelo Casal Jr - Agência Brasil.
Foto: Marcelo Casal Jr - Agência Brasil.

Entre segunda (14) e sexta-feira (18), da semana passada, o TSE promoveu a Semana do Jovem Eleitor, uma força-tarefa para que solicitassem a retirada do título. Lembrando que o voto para eleitores de 16 a 18 anos incompletos é facultativo. Isso pode explicar porque muitos não se mobilizaram para retirar o documento.

Durante a semana de campanha, mais de 96 mil novos títulos foram emitidos, em todo o Brasil e, também, no exterior. Segundo o TSE, mais da metade são mulheres e a procura foi maior entre os jovens de 17 e 18 anos. Já nos estados, São Paulo, Minas Gerais e Bahia atingiram a maior busca pelo documento em número absoluto. No Norte do país a procura foi menor, principalmente em Roraima, Rondônia e Amapá.

A baixa adesão dos jovens também mobilizou o TSE, os tribunais regionais, personalidades reconhecidas na internet, influenciadores digitais. No twitter, os perfis aderiram ao tuitaço para conscientizar os jovens ainda sem título a adquirir o documento, que tem prazo de retirada até quatro de maio.

Mais de 88 milhões de usuários visualizaram algumas das quase sete mil publicações com o tema. Muitas postagens foram republicadas, incluindo as de clubes tradicionais de futebol, como Flamengo e Corinthians. Entre os famosos, o apelo foi feito pelos atores Lázaro Ramos, Taís Araújo, Bruna Linzmeyer e Larissa Manoela, o grupo de reggae Natiruts, influenciadores com milhões de seguidores, como Juliette e a cantora Anitta.

Lembrando que o título de eleitor pode ser emitido online, até quatro de maio, por jovens ima de 15 anos, que terão completado 16, no dia 2 de outubro. A emissão pode ser feita em casa: basta acessar o site do TSE, depois clicar em autoatendimento do eleitor, depois atendimento ao eleitor e por último, tirar o primeiro título eleitoral. Agora basta seguir as instruções indicadas.

Por Sayonara Moreno - Rádio Nacional de Brasília.

Edição: Raquel Mariano/Pollyane Marques.