• Agência ZeroUm

Origens do caos financeiro do Rio de Janeiro

Atualizado: 22 de mai. de 2020

Quando a falta de estratégia se traduz nos resultados que podemos observar.


Foto: produção de petróleo. Wix Media.
Foto: produção de petróleo. Wix Media.

O Rio de Janeiro, nos últimos anos, vem enfrentando sérias dificuldades econômicas sobretudo pela falta de diversificação da cadeia produtiva que move sua economia.


Alguns fatores agravaram o cenário. Dentre estes estão a dependência significativa do setor petroleiro que está diretamente ligado à produção de peças, à industria naval - com construção de plataformas e navios, e à geração de milhares de outros empregos relacionados.


Algumas questões de ordem política também contribuíram. Os Royalties antes eram concebidos como uma espécie de compensação ao impacto gerado ao meio ambiente em decorrência da extração do petróleo. Mas foi observado como oportunidade para obtenção de recursos extra. Com isso, estados e municípios não produtores conseguiram por meio de lei a redivisão dos Royalties do Petróleo (2011), gerando impacto no montante recebido pelo estado.


Aliado a isso, a condução de parte da Operação Lava-Jato, iniciada em março de 2014, tratou de asfixiar a economia que entrou em espiral de recessão. É importante ressaltar que os objetivos da operação não estão sendo criticados, mas sim a paralisação de empresas com reflexo em milhões de empregos diretos e indiretos, com forte impacto social e econômico. A aplicação da lei tem de ocorrer, todavia, deve ser utilizada inclusive para salvaguardar e garantir o direito de todos, em todos os níveis, inclusive dos trabalhadores.


Foto: calçadão, Praia do Rio de Janeiro. Wix Media.
Rio de Janeiro. Foto: Bruno Velasco #AG01.

Equívocos históricos e estratégicos fizeram do Rio de Janeiro, antes referência econômica e política, antiga capital do país, um lugar refém de seus próprios erros. A sucessão de escândalos, o mau uso da verba pública, desvios, a falta de senso na utilização do dinheiro público, a falta do afastamento entre o que é político e o que é religioso faz com que o Rio necessite passar por um renascimento urgente. Muito mais que valores estão em jogo. Perde-se em projeção de futuro, de forma incalculável, uma ou duas gerações de crianças e jovens.




Bruno Velasco

Agência ZeroUm