• Agência ZeroUm

Do tamanho da própria história

A afirmação de Luxemburgo, o maior campeão de São Paulo e do Brasil.

Foto de Fabio Menotti - Palmeiras.
Foto de Fabio Menotti - Palmeiras.

O novo já é antigo para aquele homem sempre elegante, de terno e com palavras difíceis. Responsável por introduzir modernidades nos treinamentos e modo de pensar o futebol, Vanderlei Luxemburgo esteve distante das glórias que merece por alguns anos.


Não desistiu, provou seu valor se reinventando e se mostrando o mesmo. Impossível? Não para ele. Vanderlei foi campeão com o Sport em 2017 e fez um bom trabalho em um Vasco da Gama com limitações em 2019. Este último trabalho, por sinal, o credenciou a ser novamente uma opção para o Palmeiras. Longe de ser unanimidade, provou seu valor com mais uma conquista.


No mundo do futebol, troféus são chancelas que permitem e outorgam trabalhos por períodos maiores. Os últimos anos de 'Luxa' mostraram que seu comprometimento em busca de resultado ainda era capaz de produzir muito mais que fagulhas. O Palmeiras acreditou no instinto do 'Professor' e saiu da incômoda fila de 12 anos sem o título estadual. O último, quis a história, havia sido justamente ainda sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Foto de Fabio Menotti - Palmeiras.
Foto de Fabio Menotti - Palmeiras.

Os números do treinador, apesar de qualquer hiato, seguem sendo expressivos e não podem ser descartados. Vanderlei, ao lado de Lula, é o maior vencedor do Campeonato Nacional com cinco conquistas.


Em 1993 e 1994, conquistou o Campeonato Brasileiro com o Palmeiras. Em 1997, com o Corinthians. Em 2003, com o Cruzeiro. Em 2004, com o Santos. No âmbito estadual, é o maior campeão do estado de São Paulo com nove taças, a se considerar os demais estados, soma 14 títulos estaduais que dão dimensão da trajetória vitoriosa que é a sua carreira de treinador.


Em 2020, o 'Professor' se reafirma em um cenário que por vezes parecia tê-lo esquecido. A oportunidade de novamente competir em alto nível surgiu. E Vanderlei Luxemburgo mostrou que o faro de campeão nunca o abandonou.




Bruno Velasco

Agência ZeroUm