• Agência ZeroUm

Como retomar a vida? A má aplicação da lei e suas implicações

Muitos são os relatos de pessoas condenadas e presas que após algum tempo conseguiram provar a inocência.


Ilustração: colagem de notícias reais.
Ilustração: colagem de notícias reais.

A Agência ZeroUm fez um levantamento de alguns casos existentes que apontam para falhas em processos, linchamentos físicos e virtuais que destruíram vidas de pessoas inocentes.


Diante deste diagnóstico, como reaver a vida normal? E qual o espaço para a 'mea-culpa' dos noticiários?


Em um mundo em que muitos tem a ansiedade por justiça, as redes sociais mais punem que promovem sinergia necessária. Neste cenário, como reverter os estragos das redes sociais mau utilizadas?


A Agência ZeroUm entende que pode prestar um serviço àqueles que foram injustiçados e buscam por justiça trazendo, neste espaço, links das notícias:


https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/09/20/vida-travada-preso-com-base-em-foto-inocente-fica-ate-3-anos-na-cadeia.htm


https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/09/20/vida-travada-preso-com-base-em-foto-inocente-fica-ate-3-anos-na-cadeia.htm


https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/09/veja-o-passo-a-passo-da-noticia-falsa-que-acabou-em-tragedia-em-guaruja.shtml


https://acontecendoaqui.com.br/comunicacao/hoje-o-observatorio-da-imprensa-debate-os-casos-de-linchamento-e-cobertura-da-midia-na


https://extra.globo.com/casos-de-policia/em-cinco-anos-estado-do-rio-foi-condenado-indenizar-78-pessoas-presas-injustamente-24636722.html


http://www.observatoriodaimprensa.com.br/feitos-desfeitas/_ed745_escola_base__tenho_o_dever_de_assumir_o_erro/


https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/09/16/homem-que-familia-diz-ter-sido-preso-injustamente-tem-prisao-revogada-pela-justica-do-rj.ghtml


https://www.osaogoncalo.com.br/geral/88843/familia-goncalense-faz-ato-para-jovem-que-teria-sido-preso-injustamente


https://extra.globo.com/casos-de-policia/familia-diz-que-produtor-esta-preso-injustamente-ha-15-dias-apos-reconhecimento-por-foto-24645564.html


https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/ele-paga-pelo-meu-erro-diz-namorada-de-musico-preso-injustamente-29092020


https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2020/10/21/jovem-de-27-anos-e-absolvido-apos-ficar-quase-3-anos-preso-por-crimes-que-nao-cometeu-no-df.ghtml



Precisamos falar da presunção de inocência, de não se fazer justiça por conta própria e de revermos os processos que mantém indiscriminadamente milhares de pessoas presas de forma indevida. Para além dos linchamentos virtuais ou físicos, precisamos nos colocar no lugar que nos compete. Noticiando os desvios, averiguando o que é propagado.




Bruno Velasco

Agência ZeroUm