• Agência ZeroUm

Quebeque, um passo à frente

O Canadá construindo resultados e olhando para o futuro pós-pandemia.

Canadá - Foto: Manoela Selene
Canadá - Foto: Manoela Selene

A pandemia que praticamente parou o mundo, mudou paradigmas e mostrou um cotidiano bem diferente a todos. Boa parte da população mundial se viu em meio a protocolos de quarentena e regras de distanciamento social.


O intuito, enquanto não se tem um medicamento eficaz ou mesmo uma vacina, é conter a curva de proliferação do contágio pelo vírus. E proporcionar uma atenção de saúde adequada àqueles que necessitarem. O Canadá fez sua parte e, agora, segue os planos na transição para uma nova etapa.


O resultado de hoje só é possível pois é fruto de uma execução coordenada em todas as esferas do governo. As normas de quarentena foram rigidamente aplicadas. Todos que retornaram do exterior deviam seguir as normas e deveriam ficar 14 dias em isolamento domiciliar. Somente aqueles que trabalhavam em serviços essenciais tinham permissão de saída. Os demais, deveriam seguir protocolos que permitiam saída de casa para ir ao mercado e à farmácia. No que diz respeito à atividade física, caminhadas foram permitidas atendendo um distanciamento de 2 metros entre as pessoas. O uso de máscaras é obrigatório em locais fechados e em transportes públicos. Todos serviços não essenciais foram fechados. Toda reunião com mais de 2 pessoas foi proibida e sujeita à multa. O Canadá se preparou para viver bem um período de adversidade.


Manoela Selene, 33, natural de Niterói/RJ, vive em Montreal e relata que:


"No Canadá e, principalmente, no Quebeque, a província onde eu moro, todos os casos suspeitos, sendo pessoas com sintomas ou que tiveram contato com alguém infectado, são testados. O teste é gratuito, o resultado é comunicado em até uma semana".

A implementação das ações necessárias permitiram que cerca de 80% dos leitos seguissem disponíveis. E aptos a oferecer o cuidado necessário a quem fosse testado positivo. A população foi testada em massa. Números superiores a 1 milhão de testes foram realizados no país, permitindo dimensionamento do problema, auxiliando onde e como agir.

Canadá - Foto: Manoela Selene
Canadá - Foto: Manoela Selene

A notificação dos casos de infectados e óbitos ocorre diariamente. O primeiro ministro da província faz comunicado à imprensa informando todos os dados relacionados ao COVID-19 e sinaliza as próximas etapas, não deixando de reforçar a necessidade de viver bem cada etapa para que a seguinte possa acontecer.


Há cerca de duas semanas, a província de Quebeque iniciou a flexibilização da quarentena. Montreal, maior cidade da região deve adotar novas medidas a partir do próximo dia 25 de maio. O Canadá construiu um caminho que lhe permite, hoje, tocar o 'novo normal' e planejar com mais tranquilidade o futuro do país pós-pandemia.



Bruno Velasco

Agência ZeroUm