top of page
  • Foto do escritorAgência ZeroUm

Um líder parado por si mesmo

O primeiro grande desafio sem Tiquinho Sorares.


São Paulo x Botafogo - Campeonato Brasileiro de 2023.
Imagem: Guido Coppa - Unsplash.

O Botafogo entrou em campo neste último sábado, 19, contra o São Paulo no Morumbi em São Paulo. O time, líder absoluto do campeonato, teve seu primeiro grande desafio sem contar com seu artilheiro.


Atuando fora de casa, o Alvinegro cadenciou o jogo, espremeu a criação dos Tricolores entre as linhas e forçou que os mesmos jogassem por trás da zaga. Os oito impedimentos anotados deram a tônica do que foi o jogo de um São Paulo que criou, mas não pode comemorar seus gols anulados pelo VAR e pela linha de impedimento que a zaga Alvinegra fazia com maestria.


Quanto ao ataque, por sua vez, o Botafogo criou duas boas chances. A primeira, desperdiçada por Eduardo. O camisa 33 - em uma roubada de bola, com os Alvinegros atuando forte na pressão e recomposição - entrou de frente, mas finalizou desequilibrado, e a bola cruzou a frente do gol e saiu.


Na segunda oportunidade, Janderson e Luiz Henrique chegaram inteiros para definir, o atacante que substitui Tiquinho demonstrou certo nervosismo, talvez, afobamento em decidir e não observou que seu companheiro tinha melhor posição e o melhor pé para a finalização.


Em um jogo que o Botafogo não sofreu a pressão que se imaginava, o São Paulo poupou jogadores e os Cariocas controlou o esforçou. Houve tempo ainda para a estreia de Diego Costa. Mas de certo, na tarde de ontem, o time sentiu falta de um definidor para uma melhor sorte no resultado final. Ao fim, um zero a zero morno, cozinhado e que mantém a invencibilidade de 17 jogos seguidos ao líder do Campeonato Brasileiro de 2023.



Bruno Velasco

Agência ZeroUm


Commenti


bottom of page